Escola Biblica

COMPARTILHANDO CONHECIMENTO


250
Data: 2015-08-06
Titulo: Catolicismo
Autor: disseminando
Mensagem:

A expressão catolicismo  vem do grego arcaico e significa ‘universal’, e foi utilizado primeiramente por Santo Inácio, bispo de Antioquia, no ano 105 d.C. Para melhor se compreender quais são exatamente as Igrejas consideradas Católicas, é preciso saber que, depois do rompimento entre o Papa e o Patriarca de Constantinopla – cisão da Igreja Cristã -, em 1054, a Igreja Católica passou a englobar as dioceses ocidentais e orientais que prosseguiram sob o governo do Papa, enquanto as do Oriente que seguiram o Patriarca de Constantinopla passaram a ser conhecidas como Igreja Ortodoxa. Assim, a Católica hoje inclui a Igreja Católica Latina, a Igreja Católica Maronita, a Siríaca, entre outras – entre elas mudam apenas a forma do rito litúrgico e as regras de disciplina.

Em sua organização, o catolicismo é marcado por uma rígida estrutura hierárquica que se sustenta nas seguintes instituições: as paróquias, as dioceses e as arquidioceses. Todas essas três instituições são submetidas à direção e ensinamentos provenientes do Vaticano, órgão central da Igreja Católica comandado por um pontífice máximo chamado de Papa. Abaixo de sua autoridade estão subordinados os cardeais, arcebispos, bispos, padres e todo o restante da comunidade cristã espalhada pelo mundo. Segundo a doutrina oficial, o Papa é o Sucessor de São Pedro, nomeado diretamente por Jesus, de acordo com os Evangelhos, para ser a pedra fundamental do Cristianismo. Portanto, a maior autoridade eclesiástica do Catolicismo é um representante direto de Cristo na Terra. Outras denominações católicas, não obedientes ao Papa, proliferam no Planeta, principalmente no Brasil.

O termo Igreja Católica só passou a ser amplamente utilizado, em referência à instituição submetida ao Vaticano, no século XVI, depois da realização do Concilio de Trento, em 1571, que teve como objetivo principal combater a Reforma Protestante de Lutero. O livro sagrado do Catolicismo é a Bíblia, o que, de certa forma, a conecta ao Judaísmo, de onde efetivamente nasceu, e que lhe legou o Velho Testamento. Depois da conversão de Constantino, que liberou o Cristianismo da clandestinidade, através do Edito de Milão, o Catolicismo, que tem seu centro diretor em Roma, no Vaticano, tem se desenvolvido incessantemente. O Imperador Romano passou a se valer da imagem da cruz no vestuário de seus soldados, considerando-a um símbolo de vitória contra os inimigos. O Cristianismo, enquanto culto oficial, contribuiu para solidificar a hegemonia romana e para unificar o império.

Atualmente o Catolicismo tem aproximadamente sob sua liderança um sexto da população do planeta, representando assim o maior grupo de cristãos do mundo, sendo o Brasil e México o maior berço desta religião. Segundo sua doutrina, Jesus, o Messias, veio a Terra para salvar a Humanidade e renovar os laços do Homem com Deus. Um de seus principais dogmas é o da Santíssima Trindade – o Pai, o Filho e o Espírito Santo, três divindades em um único ser. Assim, Jesus era para eles o Deus Filho, concebido pelo Espírito Santo. Ao lado do Nascimento, Paixão e Morte de Jesus, a Trindade constitui os Mistérios Principais da Fé, que sustentam a Igreja. Além disso, o catolicismo defende a existência da vida após a morte e a existência dos céus, do inferno e do purgatório como diferentes estágios da existência póstuma. A ida para cada um desses destinos está ligada aos atos do fiel em vida e também determina o desígnio do cristão na chegada do dia do Juízo Final.

A liturgia católica reafirma sua crença através dos sete sacramentos que simbolizam a comunhão espiritual do fiel junto a Deus. Entre esses sacramentos estão o batismo, a crisma, a eucaristia, a confissão, a ordem, o matrimônio e a extrema-unção. Além disso, o catolicismo cultua também a Virgem Maria – mãe de Jesus – e vários santos, como mediadores entre Deus e o homem, a missa é o principal culto dos seus seguidores, neste evento, celebra-se a morte e a ressurreição de Cristo, e o milagre da transubstanciação no qual o pão e o vinho se transformam no corpo e no sangue de Cristo.

Observação : “O conteúdo foi extraído através de pesquisas em livros, revistas e sites.”





Disseminando | Sua fé sem fronteiras.