Escola Biblica

COMPARTILHANDO CONHECIMENTO


250
Data: 2018-03-27
Titulo: As Heresias Fatais do Amor.
Autor: antonio.borges
Mensagem:

Neste últimos dias tenho ouvido alguns discursos de certos mestres da atualidade, frutos de uma teologia pós-modernista, que tem como base ideológica o que eles chamam de amor. São doutrinas estranhas, porém muito conhecidas, que tem sido abraçadas e pregadas por pastores e líderes que são referências no cenário evangélico de hoje. Eloquentes, donos de excelentes oratórias, pastores como Ed. René kivitz, Caio Fábio, Ariovaldo, Ricado Gondim, dentre outros, que afirmam heresias que acabam negando muitas verdades centrais de todo o cristianismo.

Creio que se os pastores não atentarem para um rigorozo zelo pelas verdades bíblicas, alinhando-se e adequando-se á teologia ortodoxa, serão certamente seduzidos pelo universalismo( O qual afirma, que todo humano será salvo), pelo teismo aberto, tirando Deus o controle do mundo. pela teologia liberal a qual nega a inerrência e infabilidade da Bíblia, pela missão integral onde é colocada ação social acima da pregação do evangelho, e outros pensamentos fatais. Com isso, permitirão que aos poucos essas idéias adentrem em suas igrejas e com elas o mundanismo e a secularização ganharão força e deixarão a Bíblia, a Palavra de Deus de lado caracterizando igrejas verdadeiramente doentes.

Me preocupo muito quando observo no discurso de todos esses propagadores uma carga superficialmente piedosa, tão grande que chega realmente a enganar quem estiver ouvindo, senão houver forte teor critico baseado nas escrituras. Seus pensamentos se baseiam em valores como o amor de forma tal como se Deus, em nome desse amor pudesse contradizer o que Ele revelou de si mesmo nas Sagradas Escrituras. Cria-se então um "deus" que é feito conforme os principios humanos. O Deus da Bíblia não é separado em seus atributos. 

Ainda que Deus seja amor, Ele também é justiça, Ele é acima de tudo santo e odeia o pecado, somos todos pecadores e sempre existiram momentos onde seremos confrontados com verdades duras para nosso coração depravado. E o que fazer ? Moldar Deus a nós mesmos ou sermos moldados por Ele ? Estes pensamentos movidos por satanás são frutos de uma graça barata, que exclui a santidade em detrimento da "Graça". Como se Deus tivesse deixado sua justiça de lado para ser Ele o amor. Não ! Deus é amor e justiça, e ao mostrar sua misericordia para conosco, aplicou sua justiça em Jesus Cristo, a verdadeira graça valiosa de Deus nos salva para que sejamos irrepreensiveis e que procuremos a todo modo agradar a Deus e amá-lo acima de qualquer coisa.

Não quero de maneira alguma menosprezar o amor, apenas quero ajudá-lo a compreender o verdadeiro amor cristão, este nunca será como é no mundo fora de Cristo. O verdadeiro amor não lança mão das Escrituras Sagradas, não menospreza a Glória de Deus, nem sua infinita santidade, muito menos sua ira. O amor do cristão no qual cremos é aquele que exalta um Deus santo que se doou verdadeiramente para que pecadores como nós sejamos resgatados e totalmente transformados para o louvor da glória da sua graça.

Glorias sempre a Deus !!! 

 





Disseminando | Sua fé sem fronteiras.