Escola Biblica

COMPARTILHANDO CONHECIMENTO


250
Data: 2018-05-17
Titulo: O que motiva você a contribuir com a obra de Deus ?
Autor: antonio.borges
Mensagem:

A contribuição com a obra de Deus e a oferta aos pobres e necessitados é uma prática bíblica inegável. Infelizmente, vivemos hoje dois extremos nesta questão: aqueles que, alimentados, pela ganância. ultrapassam os limites das Escrituras Sagradas e astuciosamente arrancam o último vintém dos incautos, e aqueles que amam mais o dinheiro do que a Deus, e fecham o coração e o bolso, negligenciando a graça da contribuição, sendo infiéis na mordominia dos bens.

A devolução dos dízimos é um claro ensino bíblico, presente antes da lei, durante a lei e depois da lei. A contribuição pessoal, voluntária, generosa, sistemática e alegre esta presente tanto no Antigo, como no Novo Testamento. O rei Davi oferece-nos alguns principios importantes sobre a contribuição que glorifica a Deus, quando se preparava para construir o templo de Jerusalém. Esses principios pode ser vistos no texto de 1 crônicas 29.1-22

Em primeiro lugar devemos contribuir porque a obra de Deus a ser realizada é muito grande, Davi disse: "...esta obra é grande, porque o palácio não é para homens, mas para o Senhor Deus." Davi estava construindo o templo e o palácio. Queria fazer o melhor e dar o melhor para Deus.

Em segundo lugar, devemos contribuir com a liberalidade porque Deus merece o melhor. Davi, com todas as suas forças preparou para a Casa de Deus, em abundância, aquilo que existia de melhor. Deus é o dono de tudo, tudo o que temos vem das suas mãos. Tudo o que damos tambem procede de suas dadivosas mãos. Ele é Deus de primicias, Merece o melhor e não as sobras.

Em terceiro lugar devemos contribuir movidos por grande amor a Deus e á sua obra. Davi não apenas recolheu ofertas dos outros, mas ele pessoalmente deu para casa de Deus ouro e prata particulares que possuia, quem ama a Deus é prodigio em ofertar, nosso amor por Deus não passa de palavrorio vazio se não ofertarmos a Ele com generosidade.

Em quarto lugar devemos contribuir espontaneamente motivados pela alegria de Deus. A contribuição é uma graça que Ele nos dá, é um privilégio ser cooperador com Deus em sua obra maravilhosa, o ato de contribuir é uma expressão de culto e adoração. 

Em quinto lugar devemos contribuir conscientes de que Deus é dono de tudo e que tudo de ser feito para sua glória. O resultado da alegre, generosa e abundante oferta do rei e do povo foi a manifestação da glória de Deus. John Piper tem razão em dizer que o Senhor é mais glorificado em nós quanto mais nos deleitamos nele. Que tudo o que somos e temos esteja a serviço de Deus e seja um tributo de glória a Ele, que os nossos bens estejam no altar de Deus e a seu serviço.

Glórias a Deus !!!  





Disseminando | Sua fé sem fronteiras.