Escola Biblica

COMPARTILHANDO CONHECIMENTO


250
Data: 2015-11-06
Titulo: Testemunho...O teste capital.
Autor: disseminando
Mensagem:

No evangelho de Marcos capítulo 5: 15-20 diz assim: “Entrementes, chegaram à outra margem do mar, a terra dos gerasenos. Ao desembarcar, logo veio dos sepulcros, ao seu encontro, um homem possesso de espírito imundo, o qual vivia nos sepulcros, nem mesmo com cadeias alguém podia prendê-lo, porque, tendo sido muitas vezes preso com grilhões e cadeias, as cadeias foram despedaçados. E ninguém podia subjuga-lo. Andava sempre, de noite e de dia, clamando por entre os sepulcros e pelos montes, ferindo-se com pedras…”

Após um longo período longe de casa e completamente abandonado pela sociedade e familiares, vivendo em sepulcros e montes, se mutilando com pedras, sem ter sequer repouso nas noites geladas às margens do mar da Galileia, aquele homem vivia na mais deplorável e deprimente situação. Seu tormento não tinha trégua. Andava de dia e de noite em lugares escarpados e perigosos. Tudo que aquele homem precisava era de libertação. Ele precisava de alguém que pudesse fazer-lhe assentar em perfeito juízo. Colocar seu mundo em ordem e retornar a convivência com as pessoas.

Apenas o mar da galileia separava este sofredor daquele que tinha o poder para fazer uma tremenda mudança em sua vida: Jesus.  Suas palavras abalaram os poderes do inferno quando Ele disse: “… Passemos para a outra margem.” Mc 4:35. Suas palavras não foram casuais, seu propósito era bem definido. Jesus sabia que do outro lado do mar havia alguém precisando de sua ajuda, pois os homens não puderam detê-lo, apesar de seus esforços. O barco, onde Jesus estava, tomou o rumo em direção àquele homem. Seu momento de libertação estava já a caminho. E quando aquele barco atracou em terras gerasenas, aquele homem “… de longe, viu Jesus, correu e o adorou” Mc 5.6. Ele tinha pressa para tornar ao juízo perfeito; ele tinha pressa para voltar para casa e rever os seus familiares, ele tinha pressa para se libertar da opressão e possessão demoníaca. A vida ali era solitária e sem sentido! Ele tinha pressa para abraçar aqueles que ele amava! E aquela oportunidade não podia ser perdida, ele tinha que correr ao encontro daquele que era a sua única esperança para voltar a viver de maneira digna.

Após ser libertado daquela opressão maligna e legião de demônios, ele voltou para casa. Finalmente estava com seus familiares.

Não temos dificuldades em imaginar a empolgação e a alegria irradiante no coração dele ao relatar o encontro dele com Jesus. A transformação em seu comportamento e tudo aquilo que Jesus fez em sua vida. Que encontro triunfal !

À semelhança deste homem  liberto, que tens para falar aos seus familiares? Que tipo de maravilha Jesus operou em sua vida que atrairá a atenção dos seus entes queridos? Diz pra eles como Deus encheu seu coração de alegria quando Ele “atravessou o mar da galileia” e veio ao seu encontro !

Afinal, após a libertação vem o testemunho! Exceto se Jesus ainda não te libertou do pecado que acedia diariamente !

Que Jesus te liberte e tornes uma testemunha fiel !





Disseminando | Sua fé sem fronteiras.